Rede Voltaire

Wen Jiabao confirmou o endurecimento do relacionamento com Washington

+

O primeiro-ministro chinês Wen Jiabao confirmou a nova linha política do seu governo para com os EUA na conferência de imprensa dada no fecho da sessão anual da Assembleia popular.

Não se contentou em apenas deplorar a venda de armas dos EUA a Taiwan, a visita do Dalai Lama á casa-branca como já fazia anteriormente. Ele qualificou a venda de armas a uma região separatista e o apoio a um chefe separatista como sendo ingerências que violam a soberania da República popular.

Estas declarações mostram que a nova política externa chinesa não é apenas consequência da chegada de alguns “duros” ao poder [1] — sendo o Sr. Wen primeiro-ministro há já 7 anos —, mas existe um consenso no seio do partido comunista. Concretiza-se assim uma nova relação de forças entre Pequim e Washington.

===

[1] ver « Ajustes difíceis entre Pequim e Washington », Rede Voltaire, 9 Março 2010.

Tradução
David Lopes

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.