Rede Voltaire

O Conselho de Segurança recusa condenar um atentado contra os seus capacetes azuis

+

Serguei Lavrov, ministro russo dos Negócios Estrangeiros, indicou no Twitter « não compreender a posição » dos membros ocidentais do Conselho de segurança que recusaram condenar o atentado perpetrado, a 15 de Agosto de 2012, nas traseiras do Hotel Rose de Damasco onde residem os observadores da ONU.

É a primeira vez na história da organização que o Conselho de segurança recusa condenar uma acção terrorista visando os seus próprios observadores.

Ver a crónica de Thierry Meissan, « L’ Occcident et l’apologie du terrorisme », Réseau Voltaire, 1º de Agosto de 2012. Este texto foi publicado por vários grandes jornais a nível mundial, entre os quais o KomsomolKaia Pravda para a versão russa.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
Autores: diplomatas, economistas, geógrafos, historiadores, jornalistas, militares, filósofos, sociólogos ... poderá enviar-nos seus artigos.
Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.