Rede Voltaire

Ex-chefe da espionagem israelita exige laços estreitos com a Al-Qaeda

+

O ex-chefe da Inteligência militar israelita reclamou laços mais fortes do regime de Israel com os homens armados ligados à Al-Kaida na Síria, para fazer frente ao Irão.

Segundo o diário israelita ‘Jerusalem Post’, o general-de- divisão Amos Yadlin, declarou na Segunda-feira que o regime de Tel-Avive deveria reforçar a sua relação com as novas forças sunitas na Síria para fazer frente “ao seu grande inimigo, o Irão”.

Yadlin, que proferiu estas declarações na conferência de avaliação estratégica para o período 2012-2013 do Instituto para Estudos de Segurança Nacional (INSS, na sigla em inglês), assinalou que a Síria é um influente “componente do eixo regional liderado pelos iraniano”.

De acordo com o ex-titular israelita, a violência destrutiva que aflige a Síria foi, do ponto de vista estratégico, benéfica para o regime de Israel.

Em data anterior, o presidente sírio, Bashar al-Asad, tinha acusado o regime de Israel de tentar desestabilizar o país, devido ao ataque a uma base de investigação científica nos arredores de Damasco, capital síria, e tinha acrescentado que a Síria é capaz de fazer frente às ameaças e agressões.

As declarações do presidente sírio surgiram como reacção à recente agressão aérea do regime de Tel-Avive lançada na passada 4a feira contra as instalações de um centro de investigação científica em Jamraya.

A Síria é, desde meados de março de 2011, objeto da ingerência de alguns países ocidentais e regionais, entre os quais a Arábia Saudita, Catar e Turquia, que providenciam abertamente o seu apoio financeiro, armamentístico e logístico, aos opositores, cujo propósito é acabar com o Governo constitucional de Damasco.

Tradução
Alva

Fonte: HispanTV, 05 de Feverei

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
Autores: diplomatas, economistas, geógrafos, historiadores, jornalistas, militares, filósofos, sociólogos ... poderá enviar-nos seus artigos.
Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.