Rede Voltaire
Armados pelo Ocidente

Síria: Ataque químico dos Contras nos

+

Pelo menos 25 pessoas morreram na província de Alepo por um ataque com armas químicas realizado por rebeldes sírios, segundo noticia a agência estatal Síria, citada pela Reuters.

____________________

Segundo a agência de noticias SANA, "os terroristas dispararam um foguete que continha substâncias químicas na zona de Jan al Asal da Alepo rural", e as informações indicam que à volta de 25 pessoas morreram, a maioria delas civis.

No entanto, um comandante rebelde sírio negou esta acusação e culpou as forças do Governo pelo lançamento de misseis Scud com agentes químicos, segundo noticia a Reuters.

O Ministério das Relações Exteriores (ou Negócios Estrangeiros - NdT) da Rússia condenou o ataque, e afirmou que o emprego de armas químicas por parte da oposição mostra um desenvolvimento extremamente preocupante dos acontecimentos no país.

O ministro sírio da Informação, Omran al Zoabi, declarou que a Turquia e o Catar têem a "responsabilidade jurídica, moral e política" deste ataque devido ao seu apoio aos grupos rebeldes que lutam contra o presidente Bashar al Assad, também de acordo com a agência Reuters .

Em dezembro passado, os meios de comunicação informaram que os rebeldes sírios tinham utilizado armas químicas contra as forças militares no distrito de Darya, um subúrbio de Damasco.

Pelo seu lado, os insurgentes rechaçaram as acusações e culparam o Governo do ataque, afirmando que as forças de Bashar al Assad tinham empregue gás perigoso na cidade de Homs.

A ONU declarou que não dispõe de dados sobre o uso de armas químicas por parte das autoridades sírias contra o seu povo.

Israel confirma o uso de armas químicas na Síria

O ministro israelita de Inteligência e Assuntos Estratégicos, Yuval Steinitz, considera que é certo que tenha sido usadas armas químicas na Síria. Pelo menos 25 pessoas morreram esta terça-feira na província de Alepo por um ataque com armas químicas realizado por rebeldes sírios, segundo informou a agência estatal de noticias da Síria, citada pela Reuters.

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia condenou o ataque, afirmando ainda tratar-se de uma evolução preocupante.

Tradução
Alva

Fonte: RT, 19/20 de março de 2013.

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
Autores: diplomatas, economistas, geógrafos, historiadores, jornalistas, militares, filósofos, sociólogos ... poderá enviar-nos seus artigos.
Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.