Rede Voltaire

Israel bombardeia um centro de pesquisa síria

+

Caça-bombardeiros israelitas dispararam, a partir do espaço aéreo libanês que violaram, foguetes sobre o centro de pesquisa de Jamraya.

Como a 10 de janeiro último, Israel afirmou ter visado carregamentos de armas destinados ao Hezbolá.

Entretanto, a 10 de janeiro, as autoridades militares sírias afirmaram que Israel tinha na realidade destruído equipamentos de transmissão que haviam sido capturados aos jihadistas e estavam a ser estudados neste centro de pesquisa. Desta vez, elas indicam que o raide visou quebrar o cerco a que estavam submetidos os grupos armados rebeldes da Al-Ghioucha Al-Charghiya. A televisão iraniana referiu a destruição de um dos aviões israelitas. A televisão israelita fala de dois aviões destruídos.

O ataque desta manhã foi sentido em toda a cidade. Por outro lado não há nenhuma confirmação de um raide similar na noite de 3 a 4 de maio, como foi evocado pela imprensa atlantista.

Tradução
Alva

Nota : A Prensa Latina refer mais de 300 mortos, tanto militares como civis. Certos autores falam de números muito superiores.

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
Autores: diplomatas, economistas, geógrafos, historiadores, jornalistas, militares, filósofos, sociólogos ... poderá enviar-nos seus artigos.
Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.