Rede Voltaire

Polémica sobre a presença militar israelita no Azerbaijão

+

Na altura em que o Azerbaijão acaba de assinar com Israel um contrato militar de 1.500 milhões de dólares, a imprensa russa anuncia que o Estado hebreu adquiriu aí 8 aeroportos militares (4 que estavam fechados e outros 4 operacionais) com vista a um ataque contra o Irão.

O governo Azeri desmentiu oficialmente as informações da imprensa russa, sem explicar no entanto a presença israelita nos mencionados aeroportos. O Azerbaijão recusa que o seu território possa ser utilizado para atacar um dos seus vizinhos.

Dispondo de uma fronteira comum com o Irão, o Azerbaijão permitiria à aviação israelita bombardear com precisão alvos situados no norte do Irão sem ter que reabastecer os seus aviões em vôo.

A eleição, na passada sexta-feira 14 de junho de 2013, de um liberal para a presidência da República Islâmica torna uma guerra Israel-iraniana pouco provável.

Em 2008, Israel adquiriu 2 aeroportos militares na Geórgia para atacar o Irão. Mas, no início da guerra de agosto contra Ossétia do Sul, Moscovo destruiu essas instalações antes mesmo de atacar Tiblissi.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
Autores: diplomatas, economistas, geógrafos, historiadores, jornalistas, militares, filósofos, sociólogos ... poderá enviar-nos seus artigos.
Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.

O início da viragem do mundo
A estratégia russa face ao imperialismo anglo-saxónico
O início da viragem do mundo
Thierry Meyssan
Ucrânia, objectivo na mira
«A arte da guerra»
Ucrânia, objectivo na mira
Manlio Dinucci, Rede Voltaire
 
Os «salvadores» do Iraque
«A arte da guerra»
Os «salvadores» do Iraque
Manlio Dinucci, Rede Voltaire
 
Ofensiva global NATO
"A arte da guerra"
Ofensiva global NATO
Rede Voltaire
 
Quem é o inimigo?
Israel
Quem é o inimigo?
Thierry Meyssan, Rede Voltaire
 
A metamorfose de Bachar el-Assad
A metamorfose de Bachar el-Assad
Thierry Meyssan, Rede Voltaire