Rede Voltaire

A propósito dos vídeos do massacre de 21 de Agosto

+

Uma polémica surgiu, a propósito de dúvidas colocadas, pela diplomacia russa sobre a data dos vídeos do massacre cometido em Damasco, a 21 de Agosto de 2013 [1]. Nós havíamos salientado que os vídeos, postados através da conta Majles Rif, estavam datados de 20 de Agosto [2].

Com uma « preocupação de clarificação », o autor da conta indicou ter postado os vídeos às 05h00 Tempo universal, ou seja 07h00 da manhã em Damas. Sabendo que existe uma diferença de 9 horas para a hora da Califórnia, o contador do YouTube apresentava pois logicamente ainda a data de 20 de Agosto.

Ora, no entanto as sombras no quarto vídeo, filmado no exterior, mostram um sol quase no seu zénite. Não pode ter sido realizado de manhã cedo. Nós reafirmamos, portanto, que estes vídeos foram filmados antes do massacre que supostamente pretendem representar.

E, esta esta não é a única das questões colocadas por estes vídeos : a ausência de proteções nos tratadores, os sintomas dos doentes que não correspondem de forma alguma aos provocados pelo gaz sarin, etc. são pois mais algumas outras.

Tradução
Alva

[1] “Press Conference by Sergey Lavrov dealing with Syria”, por Sergey Lavrov, Voltaire Network, 26 de Agosto de 2013, (Conferência de imprensa de Serguei Lavrov sobre a Siria - ndT).

[2] « Gaz sarin na Síria : nova operação de propaganda », Rede Voltaire, 26 de Agosto de 2013.

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
Autores: diplomatas, economistas, geógrafos, historiadores, jornalistas, militares, filósofos, sociólogos ... poderá enviar-nos seus artigos.
Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.