Rede Voltaire

Na Síria, os EUA não visaram o E.I., mas sim instalações petrolíferas

+

Os Estados Unidos e os membros do CCG (Conselho de Cooperação do Golfo -ndT) bombardeiam a Síria desde há dois dias, supostamente para destruir o Emirado Islâmico.

Os bombardeamentos atingiram sobretudo Raqqa, de onde o Emirado Islâmico já se havia retirado [1], e 12 refinarias.

De acordo com o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH, uma sucursal do M.I.6 britânico, mantida pela Irmandade Muçulmana), estes bombardeamentos não teriam morto mais que 14 jihadistas, dos quais, provavelmente, nenhum pertencia ao Emirado Islâmico.

Tradução
Alva

[1] «Les États-Unis et le CCG bombardent des objectifs inconnus en Syrie» (Fr-« Os Estados Unidos e o C.C.G. bombardeiam alvos desconhecidos na Síria », Réseau Voltaire, 23 septembre 2014.

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.