Rede Voltaire

Novos dados sobre o relatório relativo à tortura pela CIA

+

O relatório da Comissão senatorial de Inteligência sobre a prática de tortura pela CIA de 2001 ao final de 2009 não deixa de levantar reacções.

- Gleen Greenwald (The Intercept) conseguiu identificar o agente da CIA, dirigindo a célula de investigação sobre Oussama Ben Laden, que comandou este programa da CIA [1]. Trata-se de Alfreda Frances Bikowsky. Ela é, ao mesmo tempo, considerada como a melhor especialista sobre a al-Qaida e como tendo acumulado erros, uns em cima dos outros, na sua investigação contra a al-Qaida. Pergunta : como se pode ser as duas coisas ao mesmo tempo ? Salvo, claro, se se admite que a sua real função não era a de lutar contra os jihadistas, mas, sim, a de os organizar e de os manipular para que eles servissem os interesses norte-americanos.

- O coronel Lawrence Wilkerson, que foi chefe de gabinete do secretário de Estado Colin Powell de 2002 a 2005, acusou a CIA de ter, por meio deste programa de condicionamento (mental-ndT) pela tortura, fabricado os factos que conduziram à entrada em guerra contra o Iraque [2].

Para saber mais acerca do relatório da CIA : “Relatório do Congresso sobre a tortura confirma que a al-Qaida não está implicada nos atentados do 11-de-Setembro”, Thierry Meyssan, Tradução Alva, Rede Voltaire, 15 de Dezembro de 2014.

Tradução
Alva

[1] “Meet Alfreda Bikowsky, the Senior Officer at the Center of the CIA’s Torture Scandals” (Ing- «Conheça Alfreda Bikowsky, a Agente Superior do Centro dos escândalos de Tortura da Cia» -ndT), Gleen Greenwald and Peter Maas, The Intercept, December 19, 2014.

[2] “Ex-Bush Official : U.S. Tortured Prisoners to Produce False Intel that Built Case for Iraq War” (Ing- « Ex-Funcionário Gov. Bush : E.U. Torturaram prisioneiros para aprezentar falsos dados de Inteligência que fabricaram Justificação para a Guerra no Iraque» -ndT), Democracy Now, December 23, 2014.

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.