Rede Voltaire

Washington pede a Moscovo para não atacar a Al-Qaida

+

O ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Sergey Lavrov, declarou, a 4 de Junho de 2016, que os Estados Unidos tinham pedido à Rússia para não golpear a Al-Qaida na Síria.

Na região de Idleb, as forças qualificadas por Washington de «rebeldes moderados» estão misturados com os da Frente al-Nusra, o ramo sírio da Al-Qaida. O acordo sobre a cessação das hostilidades, de 27 de Fevereiro último, previa que as Forças apoiadas pelos Estados Unidos se separariam dos grupos listados como «terroristas» pelas Nações Unidas. Mas, não foi esse o caso.

Oficialmente, a Al-Qaida concebeu e perpetrou os ataques de 11 de Setembro de 2001, que fizeram 2. 977 mortos. Os Estados Unidos entraram em guerra contra o Emirado Islâmico do Afeganistão e contra o Iraque, nomeadamente, por causa do apoio que eles teriam dado à Al-Qaida (mesmo se, depois, Washington admitiu que o Iraque não estava na realidade implicado).

Nos últimos anos, a Al-Qaida tem financiado o AKP turco, ajudou a OTAN a derrubar a Jamahiriya Árabe Líbia, e fez «bom trabalho» na Síria, segundo a expressão de Laurent Fabius.

Depois da publicação do livro de Thierry Meyssan, Uma terrível Farsa (Usina del livro, São Paulo, 2002) / A terrível Impostura (Frenesi, Lisboa, 2002), a maior parte dos Estados membros da OTAN qualificam a contestação de culpabilidade da Al-Qaida nos atentados do 11-de-Setembro como «conspiracionista».

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.