Rede Voltaire

François Hollande, «Homem de Estado [pro-israelita] do ano»

+

À margem da Assembleia-geral da ONU, a Fundação Appeal of Conscience (Apelo da Consciência) atribuiu o seu prémio de «Estadista do Ano» ao Presidente François Hollande.

Esta fundação que se diz inter-confessional, é no entanto presidida desde a sua criação, em 1965, pelo rabino Arthur Schneier, conhecido pelo seu compromisso a favor do Estado hebreu. Ela homenageia em cada ano uma personalidade que tenha trabalhado ao mesmo tempo em favor da liberdade religiosa e do Estado hebreu.

Desde a sua criação, este prémio é sempre atribuído em Nova Iorque pelo antigo conselheiro de segurança nacional e secretário de Estado Henry Kissinger e pelo antigo nacional diretor nacional de inteligência John Negroponte, (o mesmo do escândalo Irão-Contras e do Emirado Islâmico no Iraque).

No decurso dos anos precedentes, a Fundação tinha igualmente homenageado personalidades como José Maria Aznar, Nicolas Sarkozy, Stephen Harper, Enrique Peña Nieto ou David Cameron.

Este ano, a Fundação entendeu agradecer ao Presidente Holanda a sua ação contra a Síria e as suas iniciativas contra o acordo sobre o programa nuclear do Irão. Hollande estava acompanhado por Jack Lang e Bernard-Henri Lévy.

A maior parte dos jornais franceses que deram conta do acontecimento pareciam ignorar quem são Henry Kissinger e John Negroponte, assim como a natureza política da sua associação.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.