Rede Voltaire

Urgente: Quem assassina os oficiais da Al-Qaida desde 9 de Novembro?

+

Após a derrota de Hillary Clinton nos Estados Unidos, vários oficiais jiadistas foram assassinados não apenas em Alepo-Leste mas também em Idlib e Rakka, assim como no Iraque.

De momento, não se sabe, de forma clara, se se trata de acertos de contas entre bandos rivais, ou se a administração Obama está a tentar apagar os traços de seus crimes antes da tomada de posse do presidente Trump.

Desde 1978, os Estados Unidos e a Arábia Saudita recrutaram e organizaram jiadistas contra a União Soviética, depois contra a Rússia, em violação da Resolução 2625 e da Carta das Nações Unidas. Durante as guerras do Afeganistão, da Jugoslávia, da Argélia, da Tchechénia, do Iraque, da Líbia e da Síria mais de 1 milhão de pessoas foram mortas pelos jiadistas.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.

Grandes obras do Pentágono à nossa custa
“A Arte da Guerra”
Grandes obras do Pentágono à nossa custa
Manlio Dinucci, Rede Voltaire
 
Itália-Israel: A «Diplomacia dos Caças»
«A Arte da Guerra»
Itália-Israel: A «Diplomacia dos Caças»
Manlio Dinucci, Rede Voltaire
 
De Catarina II a Vladimir Putin
De Catarina II a Vladimir Putin
Thierry Meyssan, Rede Voltaire
 
Nasce a PESCO, da costela da NATO
A Arte da Guerra
Nasce a PESCO, da costela da NATO
Manlio Dinucci, Rede Voltaire
 
Na ONU, a incapacidade USA de admitir a realidade
Quatro vetos sucessivos sobre a mentira de Khan Sheikhun
Na ONU, a incapacidade USA de admitir a realidade
Thierry Meyssan, Rede Voltaire