Rede Voltaire

Em Riade, Donald Trump fala de terrorismo, não do Islão

+

Contrariamente ao que relatam as agências de notícias ocidentais, e ao que tinha feito o Presidente Obama no Egipto oito anos atrás, o Presidente Donald Trump não pronunciou um discurso sobre o Islão durante a sua viagem à Arábia Saudita .

Recordando que a sua viagem que começava na Arábia Saudita, terra dos lugares santos do Islão, iria continuar para Jerusalém, Belém e para o Vaticano, ele apelou para a prática da tolerância e do respeito entre as três religiões abraâmicas.

Centrando o seu discurso na luta contra o terrorismo, fez apelo aos sentimentos religiosos e humanistas dos responsáveis muçulmanos presentes para lhes pedir que não cooperem mais com aqueles que semeiam a morte. Ele convidou-os a participar no Global Center for Combating Extremist Ideology (Centro Global de Combate à Ideologia Extremista). Eis aqui os principais extractos:

«Nós não estamos aqui para dar lições, não estamos aqui para dizer aos outros como devem viver, agir, aprender ou rezar. Em vez disso, estamos aqui para oferecer uma parceria — baseada em interesses e valores compartilhados — afim de buscar um futuro melhor para todos nós.

(...) É uma escolha entre dois futuros — e é uma escolha que a América não pode fazer por vós. Um futuro melhor só é possível se as vossas nações rejeitarem os terroristas e os extremistas. Expulsai-os. Expulsai-os para fora dos vossos locais de culto. Expulsai-os para fora das vossas comunidades. Expulsai-os para fora da vossa terra santa. Expulsai-os para fora da Terra.

Pela nossa parte, a América tomou o compromisso de ajustar as suas estratégias para fazer face à evolução das ameaças e de novas realidades. Eliminaremos as estratégias que não funcionaram e aplicaremos novas abordagens baseadas na experiência e na razão. Iremos adoptar um princípio de realismo, ancorado em valores comuns e interesses partilhados.

(...) Os responsáveis religiosos devem tornar isto absolutamente claro: a barbárie não vos trará nenhuma glória — a devoção ao mal não vos trará nenhuma dignidade. Se escolherem o caminho do terror, a vossa vida será um vazio, a vossa vida será curta, e a vossa alma será condenada.

Com a ajuda de Deus, esta Cimeira marcará o princípio do fim para aqueles que praticam o terror e espalham o seu maléfico credo. Ao mesmo tempo, rezamos para que se possa recordar um dia este encontro como o princípio da paz no Médio Oriente – e, talvez mesmo, no mundo inteiro.

(...) Peço-vos para se juntarem a mim, para se juntarem a mim, para trabalhar em conjunto, e lutar em conjunto — Unidos, nós não falharemos. Muito Obrigado. Deus vos abençoe. Deus abençoe os vossos países. E, que Deus abençoe os Estados Unidos da América».


- “Donald Trump’s Speech to the Arab Islamic American Summit” («Discurso de Donald Trump à Cimeira Americano-Árabe Islâmica»- ndT), by Donald Trump, Voltaire Network, 21 May 2017.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.