Rede Voltaire

Project Veritas revela campanha de mentiras da CNN

+

O jornalista James O’Keffe (foto) realiza há vários anos vídeos com câmera escondida. Ele regista neles os comentários, melhor as confissões, de personalidades políticas sobre os escândalos do momento. Próximo da Breibart e do Presidente Trump, ele acaba de realizar três vídeos sobre o tratamento pela CNN das possíveis ingerências russas na campanha presidencial norte-americana.

A primeira parte, difundida a 26 de Junho de 2017, mostra um produtor-chefe da CNN, John Bonifield, responsável por seqüências não-políticas, afirmar que as acusações de conluio entre a Rússia e a equipe Trump não passam de «palermices» difundidas» para conseguir «aumentar as audiências».


«...Pode ser uma treta. Quer dizer, actualmente a maior parte é uma treta. Ou seja, não temos qualquer prova de peso».

A segunda parte, emitida a 28 de Junho, mostra o apresentador da CNN Anthony Van Jones (antigo colaborador de Barack Obama demitido da Casa Branca por ter publicamente posto em causa a versão oficial dos atentados do 11-de-Setembro) afirmar que esta história da ingerência russa é uma nulidade.


Van Jones : Rússia é nada de nada

A terceira parte, difundida a 30 de Junho, mostra o produtor-associado da CNN, Jimmy Carr, declarar que o Presidente Donald Trump é um doente mental e que os seus eleitores são estúpidos como a trampa.


Produtor da CNN : Esses votantes são estúpidos como a tr*mpa

A CNN acusou o Project Veritas de James O’Keefe de ter tirado (liberado-br) estas declarações do seu contexto mais geral. Os seus colaboradores tentaram minimizar as declarações gravadas. No entanto, a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, sublinhou o carácter escandaloso destas decalarações e apelou a todos os Norte-americanos para ver esses vídeos e para julgar por si mesmos.

A investigação da CNN sobre a possível ingerência russa tornou-se a obsessão do canal. Ela abordou-a mais de 1.500 vezes no decurso dos últimos dois meses. Ninguém tem até agora o menor início de apresentação de provas que suporte a acusação do canal de televisão contra Moscovo (Moscou-br).

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.