Rede Voltaire

Istambul contra a Al-Azhar

+

Falando por ocasião da Conferência sobre o Ensino universitário islâmico, a 26 de Julho de 2017, o Presidente Recep Tayyip Erdoğan confirmou a iminente criação de uma Universidade islâmica em Istambul.

Ele propôs nomear como reitor dela o pregador-vedeta dos Irmãos Muçulmanos, Xeque Yusuf al-Qaradawi, que a Arábia Saudita e Egipto acabam de colocar na sua lista de líderes terroristas.

Yusuf al-Qaradawi foi destituído da sua nacionalidade, em 1997, pelo Presidente egípcio Gamal Abdel Nasser. Durante a guerra civil na Argélia, foi considerado pelo Ministro do Interior francês, Charles Pasqua, como um dos principais líderes terroristas. Ele fora então proibido de entrar em França e os seus livros censurados. Em 2004, foi nomeado pelo Príncipe Charles administrador do Centro de Oxford para os Estudos Islâmicos. Sempre apoiado pelo Reino Unido, tornou-se, aquando da preparação da «Primavera Árabe», no conselheiro espiritual do canal de televisão catariano Al-Jazeera. Sucessivamente, ele apelou ao assassinato de Muamar Kadafi e de Bachar Al-Assad. Em 2015, ele declarou que Recep Tayyip Erdoğan deveria suceder a Abu Bakr al-Baghdadi como o próximo califa do Islão.

A Universidade Islâmica de Istambul é um projecto visando rivalizar com a Universidade al-Azhar do Cairo, a referência intelectual no mundo muçulmano. Esta, com efeito «perdeu toda a dignidade» (sic) desde que os estudantes «podem aí cruzar-se com mulheres que estão amamentando» (re-sic).

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.

Grandes obras do Pentágono à nossa custa
“A Arte da Guerra”
Grandes obras do Pentágono à nossa custa
Manlio Dinucci, Rede Voltaire
 
Itália-Israel: A «Diplomacia dos Caças»
«A Arte da Guerra»
Itália-Israel: A «Diplomacia dos Caças»
Manlio Dinucci, Rede Voltaire
 
De Catarina II a Vladimir Putin
De Catarina II a Vladimir Putin
Thierry Meyssan, Rede Voltaire
 
Nasce a PESCO, da costela da NATO
A Arte da Guerra
Nasce a PESCO, da costela da NATO
Manlio Dinucci, Rede Voltaire
 
Na ONU, a incapacidade USA de admitir a realidade
Quatro vetos sucessivos sobre a mentira de Khan Sheikhun
Na ONU, a incapacidade USA de admitir a realidade
Thierry Meyssan, Rede Voltaire