Rede Voltaire

Os crimes dos Barzani contra os não-Curdos

+

O Presidente de câmara (Prefeito-br) de Kirkuk, Xeque Hatem Al-Taei, publicou uma lista inicial de 7.000 residentes que foram sequestrados e detidos pela polícia secreta dos Barzani, a Assayish, durante a ocupação curda do distrito.

Se as famílias dos prisioneiros protestassem, eles desapareciam definitivamente.

O PDK de Massoud Barzani tinha anexado a região árabe de Kirkuk e pretendia integrá-lo num pseudo-Curdistão sob proteção israelita. A região acaba de ser libertada pelo Exército iraquiano. As tropas de ocupação saíram sem luta e mais de 100. 000 colonos curdos fugiram.

As vítimas eram habitantes não-Curdos, principalmente árabes, fossem eles sunitas ou cristãos, mas também turcomanos.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.