Rede Voltaire

A grande purga começa na Internet

+

Em menos de doze horas, os gigantes da Internet suprimiram todas as contas do grupo “Infowars” e do jornalista Alex Jones, favorável ao Presidente Donald Trump.

Esta purga, que se seguiu a uma audiência do Comissão da Câmara dos Representantes para a Justiça sobre a censura na Internet, foi coordenado pela Apple, Facebook, Google, Spotify e YouTube.

Todos os vídeos de Alex Jones foram removidos da rede.

Esta decisão foi tomada em nome da ideologia puritana que afirma a responsabilidade de todos se oporem aos discursos desviantes. Ela contradiz a concepção norte-americana de liberdade total de expressão, expressa pela 1ª Emenda da Constituição.

Empresas privadas ligadas ao Partido Democrata acabam de pôr fim ao princípio fundador dos Estados Unidos, tal como havíamos antecipado há dois anos atrás: «Os Estados Unidos vão reformar-se, ou dilacerar-se?» Por Thierry Meyssan, Rede Voltaire , 26 de outubro de 2016.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.