JPEG - 12.8 kb

“Nosso Norte é o Sul”. Esse é o slogan da mais nova emissora interestatal de televisão da América Latina, a Telesur, que lançou seu sinal de testes pela primeira vez terça-feira (24). Com sede em Caracas, a emissora é um projeto articulado pelo presidente Hugo Chávez e foi criada com recursos de Venezuela, Argentina, Uruguai e Cuba.

O ministro venezuelano de Informação e Comunicação, Andrés Izarra, afirmou que a Telesur tem a intenção política de integrar os povos da América Latina, e é uma forma de atingir o ideal bolivariano de unir os países do sul. A idéia é apresentar ao público uma programação internacional alternativa àquela disponível nas grandes redes globais de comunicação, com sede nos países ricos. "Não é uma arma para estimular modelos políticos, não é uma ferramenta de difusão de ideologias sobre outros países. A diversidade é a filosofia de programação da Telesur", disse Izarra, numa coletiva de imprensa no Teatro Teresa Carreño, em Caracas.

Segundo o ministro, que também é o presidente do novo canal, a Telesur é um espaço para ver a América Latina do ponto de vista de seus habitantes. "Não queremos ver o que ocorre na América Latina através da CNN", afirmou. Nesta fase de testes, o sinal da nova emissora pode ser assistida através dos canais Venezuelana de Televisão (VTV) e Vive, na Venezuela, e pelo sinal de satélite NSS 806 no restante da América Latina. A partir de julho, o canal inicia sua programação própria, abrindo espaço também para produções comunitárias e universitárias.

"As bases serão feitas pela informação, retomando a crônica, a reportagem, a entrevista, a investigação, sem se prender ao imediatismo", afirmou o uruguaio Aram Aharonian, vice-presidente e diretor-geral da Telesur. A intenção é transmitir 24 horas contínuas de notícias, reportagens, entrevistas, documentários e filmes latino-americanos, que serão produzidos a partir de nove sucursais no continente.

A brasileira Radiobrás ainda está estudando como participar do projeto. A Telesur foi fundada com um capital inicial de US$ 10 milhões, bancados por Venezuela (51%), Argentina (20%), Cuba (19%) e Uruguai (10%). Mais informações em www.telesurtv.net.

Brasil de Fato