A data de início do ciclo não foi escolhida à toa, segundo informaram os coordenadores do projeto à agência Prensa Latina. Nesse dia, há nove anos, foram encarcerados Fernando, René, Gerar, Ramón e Antonio, conhecidos popularmente como Os Cinco, pelo simples fato de informar sobre atividades das organizações terroristas do sul da Flórida.

Enquanto isso, segundo divulgou a Câmara Municipal de Diadema, em São Paulo, foi realizada em seus prédios uma audiência pública especial em favor dos cinco antiterroristas cubanos, em que se aprovou "Carta de Diadema", que se pronuncia pela libertação imediata dos Cinco Heróis da República de Cuba.

Na sessão informou-se que a carta será enviada à embaixada dos Estados Unidos no Brasil (Brasília), ao consulado estadunidense em São Paulo e ao Congresso norte-americano.

Também conhecerá do documento o Ministério de Relações Exteriores do Brasil, como se indicou na primeira de um grupo de sessões que realizam câmaras municipais do estado paulista.

Entre as futuras ações está a formação de uma frente parlamentar nos municípios do ABC paulista (o eixo industrial do estado).

Fonte
Agence Cubaine de Nouvelles

Agência Cubana de Notícias