O encontro, com o tema “Os desafios da mudança climática e a bioenergia”, se desenvolverá do dia três ao cinco de junho, informam os jornais Granma e Trabalhadores.

A delegação está integrada, aliás, por Esteban Lazo Hernández, vice-presidente do Conselho de Estado e Fernando Remírez de Estenoz, membro do secretariado do Comitê Central do Partido Comunista de Cuba e chefe de seu Departamento de Relações Internacionais.

Também, Felipe Pérez Roque, ministro das Relações Exteriores; Orlando Requeijo Gual, vice-ministro para o Investimento Estrangeiro e a Colaboração Econômica, e Enrique Moret, embaixador de Cuba perante a FAO.

Esta conferência terá lugar em um momento de especial complexidade para a segurança alimentar no mundo.

No passado 22 de maio, a sessão extraordinária do Conselho dos Direitos Humanos, solicitada por Cuba como presidente do Movimento de Países Não-Alinhados e com o co-patrocínio de uma maioria abrumadora de Estados, pediu a esta reunião de alto nível adotar medidas concretas para responder aos graves desafios propostos pela atual crise alimentar mundial.

O Chefe da delegação cubana fará um discurso no Plenário da conferência e celebrará entrevistas bilaterais com outros chefes de delegações assistentes.

Fonte
Agence Cubaine de Nouvelles

Agência Cubana de Notícias