O grupo atua em nome do Comitê Nacional para a Liberdade dos Cinco e oficializou a solicitação perante a Corte do Distrito de Columbia, segundo informa a PL, que dá mais detalhes da demanda.

A queixa afirma que o público tem direito de saber dos pagamentos realizados, de maneira secreta, pelas autoridades estadunidenses a jornalistas que escreveram histórias relacionadas com o caso dos Cinco Heróis, como são conhecidos internacionalmente.

O Comitê Nacional para a Liberdade dos Cinco Cubanos, sob amparo da Lei de Liberdade de Informação, apresentou uma solicitação à BBG em 23 de janeiro passado, exigindo a publicação desses acordos de financiamento a jornalistas.

No entanto, o governo de Washington se nega a apresentar tais documentos, disseram eles.

Já desde a detenção dos Cinco em 12 de setembro de 1998 a mídia de Miami começou a bombardear as audiências com um enfoque hostil do tema. A situação seguiu durante o julgamento; isso, obviamente, criava uma atmosfera contrária aos acusados e que repercutia no veredicto do júri, explicam os ativistas do país do norte.

Desde então —aponta o release— acontece que muitos jornalistas em Miami, supostos repórteres independentes, têm sido pagos pelo governo estadunidense para cumprir esse objetivo.

Fonte
Agence Cubaine de Nouvelles

Cuba News Agency