Valdés chegou na segunda-feira, à cidade boliviana de Santa Cruz, à cabeça da delegação oficial da Ilha para a cerimônia de posse de Evo Morales, que foi reeleito para um segundo mandato.

O alto funcionário cubano, que também é ministro da informática e as comunicações, viajou acompanhado por Marcelino Medina, primeiro vice-ministro das relações exteriores.

Em declarações ao jornal Granma Valdés disse estar comovido pelo retorno a Valle Grande treze anos depois que a liderança da revolução cubana lhe desse a missão de repatriar os restos mortais do Guerrilheiro Heróico.

A delegação cubana visitou o Hospital Senhor de Malta, aonde foi levado o cadáver de Che e onde dezenas de médicos cubanos internacionalista agora estão oferecendo seus serviços.

Ali celebraram uma reunião com os profissionais de saúde de Cuba, que participam dos programa implementado pelo governo de Morales.

Na terça-feira, vão viajar para a localidade de La Higuera, onde o já mítico combatente foi assassinado em 1967.

Os restos mortais de Guevara foram encontrados no dia 28 de Junho de 1997, e hoje descansam em um mausoléu em Santa Clara, na central província cubana de Villa Clara.

Fonte
Agence Cubaine de Nouvelles

Agencia Cubana De Noticias