Rede Voltaire

Obama nomeia um alto funcionário corrupto para a Defesa

+

O Presidente Obama designou, a 6 de dezembro de 2014, Ashton Carter como novo secretário da Defesa.

Alto funcionário que, tendo servido sob as ordens de uma enorme quantidade de Secretários da Defesa, desempenhou um papel central nas aquisições de material militar. Ele geriu, nomeadamente, o programa do avião F-35, um projeto de aeronave capaz de fazer tudo, a preço baixo, mas que continua sem ver a luz do dia na sua versão final e no entanto já sorveu 160. 000 milhões dólares [1] !

A nomeação de Mr. Carter foi unanimemente saudada pelas grandes firmas de armamento norte-americanas.

Politico revela que Ash Carter, embora alto funcionário (do Estado-ndT), é também assessor da empresa SBD Advisors, uma firma de consultadoria estratégica que se jacta de trabalhar na sombra [2].

Ash Carter apoiou, muito antes da opinião pública norte-americana, os projectos de guerra do lóbi militar-industrial. Assim é que, já desde 1996 preconizava atacar o Iraque e o Irão, e desde 2006 a Coreia do Norte.

Esta nomeação confirma a nossa análise [3]:
- a Casa Branca já não tem uma política de defesa, ela confia o Pentágono a um gestor que não terá nenhuma autoridade, nem para reformar o sistema, nem para elaborar a Estratégia.
- O general David Petraeus (ex-diretor da CIA, inventor da guerra secreta no Iraque e na Síria) continua a manter a sua influência, sendo Ashton Carter na realidade um dos seus próximos.

Tradução
Alva

[1] « Le F-35, l’escroquerie du siècle » (Fr-« O F-35, a golpada do século »-ndT), Réseau Voltaire, 30 avril 2014.

[2] “Ash Carter an adviser at ‘stealth’ consulting firm” (Ing-« Ash Carter, um consultor numa empresa de consultadoria "subterrânea" »-ndT), Austin Wright, Politico, 4 de dezembro de 2014.

[3] “Obama, ainda tem uma política militar?”, Thierry Meyssan, Tradução Alva, Al-Watan (Síria), Rede Voltaire, 1 de Dezembro de 2014.

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.