A Casa Branca levantou, em 29 de Junho de 2015, as sanções que havia tomado contra o Barein após a repressão das manifestações de 2011. O porta-voz do Departamento de Estado, John Kirby, indicou que, em sua opinião, a situação ainda não era aceitável, mas que tinha melhorado com, nomeadamente, a libertação de Ibrahim Sharif Al Sayed (Secretário-geral do Wa’ad, partido nacionalista laico de esquerda) [1].

No terreno, observa-se que os dirigentes xiitas, esses, continuam ainda encarcerados.

A decisão da Casa Branca é justificada pela assistência prestada pelo Barein à campanha contra o Emirado Islâmico. Isto poderia, inclusive, estar ligado com o acordo regional E.U-Irã (Irão-pt), cuja assinatura parece iminente.

Tradução
Alva

[1] “Lifting Holds on Security Assistance to the Government of Bahrain” (Ing- «Levantamento é baseado em Assistência de Segurança ao Governo de Barein»- ndT), Declaração à Imprensa por John Kirby, department of State, Junho 29, 2015.