Rede Voltaire

Armas do ataque ao Charlie-Hebdo abrangidas pelo Segredo de Defesa

+

Os juízes parisienses Laurence Le Vert, Nathalie Poux e Christophe Tessier, haviam sido pouco curiosos e não tinham dado continuação às informações da Europol sobre as armas dos terroristas que atacaram o Charlie Hebdo.

Os juízes de Lille, Stanislas Sandraps e Richard Foltzer, foram confrontados com o Segredo-de-Defesa oposto pelo ministro francês do Interior, Bernard Cazeneuve, assim que procuraram saber como o terrorista Amedy Coulibaly tinha podido comprar à empresa Seth Outdoor, de Claude Hermant, duas metralhadoras de assalto VZ 58 Compact, de marca CZ(Kalachnikov),(número de série 21038 e 63622F M), e quatro pistolas semi-automáticas Tokarev TT33 (números de série RK07, O2027, TE1035 e EB1574).

O La Voix du Nord, o Le Greffier Noir e Médiapart investigaram demoradamente as ligações entre Amedy Coulibaly e Claude Hermant, um “survivalista” ligado à Gendarmaria Nacional [1].

Sobre o mesmo assunto:
- « Selon McClatchy, Mohammed Mehra et les frères Kouachi seraient liés aux services secrets français » («De acordo com McClatchy, Mohammed Mehra e os irmãos Kouachi estariam ligados aos Serviços Secretos Franceses»), Réseau Voltaire, 9 janvier 2015.
- « Des éléments de l’affaire Coulibaly rappellent le rôle de services français en 1999 » («Elementos do caso Coulibaly lembram o papel dos serviços secretos franceses em 1999»), par Thierry Meyssan, Alexis Kropotkine, Le Greffier noir, Réseau Voltaire, 27 mai 2015.

Tradução
Alva

[1] - «Affaire Hermant : quand l’indic veut sortir de l’ombre» («Caso Hermant : quando o informante quer sair da sombra»- ndT), Patrick Seghi, Benjamin Duthoit et Claire Lefebvre, La Voix du Nord, 12 août 2015.
- «Attentats de Paris: l’énigme des armes de Coulibaly» («Ataques em Paris: O enigma das armas de Coulibaly»- ndT), Karl Laske, Médiapart, 10 septembre 2015.
- «Charlie Hebdo : la connexion Hermant-Coulibaly couverte par le secret de la Défense nationale» («Charlie Hebdo: a conexão Hermant-Coulibaly coberta pelo segredo de Defesa Nacional»- ndT), Le Greffier noir, 17 septembre 2015.

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.