A Bulgária, Chipre, a Grécia, a Hungria e a Roménia assinaram um acordo com o Estado Hebreu no sentido de defender as posições dele no seio da União Europeia.

A 18 de janeiro, estes cinco Estados juntaram-se em bloco para forçar os ministros europeus dos Negócios Estrangeiros a retirar todas as críticas em relação a Israel do comunicado final da cimeira mensal.

Em 29 de Janeiro de 2016, Chipre, a Grécia e Israel puseram-se de acordo quanto à construção de um gasoduto e à exportação de gás para a União Europeia. Em relação a estes dois Países trata-se de uma viragem completa de política, por iniciativa de Alexis Tsipras.


- “Cyprus - Israel - Greece Trilateral Summit Declaration” («Declaração da Cimeira Trilateral – Chipre-Israel-Grécia»- ndT), Voltaire Network, 28 January 2016.
- “Birth of a Geopolitical Bloc: The Israel-Greece-Cyprus Axis” («Nascimento de um Bloco Geo-político : Israel-Grécia-Chipre»- ndT), Haaretz, January 31, 2016.

Tradução
Alva