Enquanto a imprensa celebra a vitória no seio do Partido Democrata da primeira bilionária da história, uma sombria batalha jurídica prossegue na sombra.

O relatório do Departamento de Estado sobre “e-mails” de Hillary Clinton e as diversas ações judiciais que se seguiram demonstram que ela se tornou culpada de :
- Obstruções à Justice por si própria e os seus conselheiros (Secção1410) ;
- Obstrução a investigações criminais (Secção1511) ;
- Obstrução à aplicação da lei local e federal (Secção 1411) ;
- Crime federal de negligência por informações e documentos classificados (Secção 1924) ;
- Posse no seu computador, no seu domicílio, num servidor não-seguro, de 1. 200 documentos secretos (Secção 1. 924)
- Felonia. Hillary Clinton declarou sob juramento a um juiz federal ter remetido ao Departamento de Estado todos os seus correios. No entanto, o Inspector-geral do Departemento de Estado declarou esta semana que tal era falso (Secção 798) ;
- Além disso, ela declarou sob juramento que o Departamento de Estado a havia autorizado a utilizar o seu computador pessoal para trabalhar no seu domicílio. O Inspector-geral do Departamento de Estado declarou esta semana que tal era falso (Secção 798) ;
- Hillary Clinton não assinalou às autoridades, nem mesmo ao seu Departamento, que o seu computador pessoal tinha sido pirateado várias vezes. Entretanto, Ela solicitou ao seu administrador de sistemas para tentar proteger o seu computador.
- Apropriação indevida e ocultação. A Fundação Clinton e a Srª Clinton foram corromperam para que o Departamento de Estado fechasse os olhos a várias práticas ilegais tolera (Lei Rico e Secção 1.503).

Em princípio, tendo os factos e sua gravidade sido estabelecidos pelo FBI, pelo Departamento de Estado, e por um juiz federal, Hillary Clinton deveria ter sido presa esta semana.

Bernie Sanders, o outro candidato à nomeação Democrata, estaria apostando na prisão de H. Clinton, antes da convenção do seu Partido. Ele decidiu, pois, manter-se na corrida, muito embora não tenha o número suficiente de Delegados. Ora, convocado à Casa Branca, ele foi informado pelo Presidente Barack Obama que este impediria que a sua administração aplicasse a lei. Juntando a ação à palavra, o Presidente apoiou publicamente a candidatura de H. Clinton.

Tradução
Alva