JPEG - 33.6 kb

Segundo a imprensa londrina, Mohammed Abrini, sobrevivente dos atentados de Bruxelas, é informador dos serviços secretos britânicos [1].

Única pessoa simultaneamente implicada nos atentados de Paris (a 13 de Novembro de 2015) e de Bruxelas (22 de Março de 2016), Mohammed Abrini, dito «o homem do chapéu» está actualmente detido na Bélgica. O Procurador do Rei parece ter-se oposto à sua extradição para a França devido às suas ligações com os serviços britânicos.

A imprensa britânica não precisa se ele trabalhava para a polícia ou para os serviços de Inteligência britânicos, se ele fora recrutado nos círculos jiadistas ou se foi infiltrado. Esta informação levanta igualmente uma pergunta sobre o seu irmão, oficialmente morto no Levante, mas que poderia na realidade ter sido exfiltrado.

Tradução
Alva