Antes mesmo de prestar juramento como novo Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump informou por carta todos os embaixadores colocados no estrangeiro –-tanto junto aos Estados como a Instituições internacionais--- que as suas funções chegavam ao fim a 21 de Janeiro de 2017.

Habitualmente, apenas uma parte dos embaixadores é renovada durante uma mudança de Administração. Um período de dois meses é geralmente respeitado para a substituição.

Até à data, o Presidente Trump não nomeou mais que três novos embaixadores :
- Nações Unidas: Nikki Hayley (antigo Governador da Carolina do Sul)
- China: Terry Branstad (antigo Governador do Iowa)
- Israel: David Friedman (advogado).

Tradução
Alva