De acordo com a investigação da European Investigative Collaborations (EIC) sobre documentos fiscais roubados em Malta, a família Erdoğan adquiriu secretamente o petroleiro Agdash, no valor de $ 29,7 milhões de dólares.

A operação foi realizada em 2007-08, com a ajuda dos empresários Sitki Ayan e Mubariz Gurbanoğlu, via empresa «BurMerZ» (para Burak Erdoğan, Mustafa Erdoğan, e Ziya Ilgen).

Esta aquisição destaca a corrupção generalizada da família governante na Turquia. Ela é anterior à guerra contra a Síria e à organização do tráfico de petróleo roubado pelo Daesh (E.I.).

«Le pétrolier Agdash, trésor caché de la famille Erdogan» («O petroleiro Agdash, o tesouro escondido da família Erdogan»- ndT), Craig Shaw, Le Soir, 26 mai 2017.

JPEG - 104.3 kb
Tradução
Alva