Rede Voltaire

Moscovo denuncia apoio militar dos EUA ao Daesh

+

O porta-voz do ministério russo da Defesa, Igor Konachenkov, denunciou, a 6 de Outubro de 2017, o apoio que os exércitos norte-americano, britânico e norueguês concedem ao Daesh (E.I.) na área de al-Tanf (fronteira Sírio-Jordana) [1].

Segundo ele, «Os representantes do Pentágono afirmaram em várias ocasiões que os instrutores norte-americanos, britânicos e noruegueses, protegidos pela aviação táctica e um sistema de lança-foguetes múltiplo, formavam os combatentes do Exército Sírio Livre (ESL). Com efeito, a localidade de al-Tanf transformou-se num «buraco negro» com um raio de 100 quilómetros na fronteira jordano-síria. Em vez do ESL, aparecem grupos móveis do Daesh que, brotando como demónios saídos de uma caixa, realizam ataques terroristas e subversivos contra as tropas sírias e os civis».

Na noite de 27 a 28 de Setembro, cerca de 300 combatentes do Daesh, partidos da localidade de Rukban, a bordo de vários 4x4 atingiram cidade de Al-Qaryatayn, na província de Homs. Um comando do Daesh (EI) «foi capaz de contornar todas os postos camuflados das tropas sírias nos arredores da localidade de al-Busairi e, claro, isto não aconteceu por acaso». E caso a explicar, os terroristas dispunham das suas coordenadas precisas, «o que não se podia obter senão graças à recolha de inteligência aérea e após tratamento dos dados por especialistas. Eles haviam sido em seguida cuidadosamente transmitidos para a realização de sabotagens e de actos terroristas».

Há duas semanas, o Ministro da Defesa russo tinha difundido imagens de satélite provando que o Daesh e as forças da OTAN coexistiam pacificamente na zona controlada pelos EUA [2].

Tradução
Alva

[1] “US al-Tanf base used by IS groups for attacks against Syria — Defense Ministry” («Base dos EU em al-Tanf usada por grupos do EI para ataques contra a Síria —Ministro da Defesa»-ndT), Tass, October 6, 2017.

[2] “O Ministério russo da Defesa divulga fotos de Forças dos EUA estacionadas junto ao Daesh (E.I.)”, Tradução Alva, Rede Voltaire, 28 de Setembro de 2017.

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.