Rede Voltaire

As divergências de Pequim e de Washington face à Coreia do Norte

+

Pequim enviou uma Nota a Washington traçando o balanço dos conflitos com a Coreia do Norte.

Posição dos Estados Unidos Posição da China
A Coreia do Norte desenvolve um programa nuclear ofensivo afim de reconquistar a Coreia do Sul A Coreia do Norte desenvolve um programa nuclear defensivo afim de prevenir uma mudança de regime orquestrada por Washington
A Coreia do Norte violou o Protocolo de 1994 que suspendia o fabrico de bombas atómicas ao enviar um satélite de urânio enriquecido para o espaço, o que constituiu um teste de míssil disfarçado A Coreia do Norte não violou o Protocolo de 1994 porque este nada estipulava sobre o urânio, mas, unicamente sobre o plutónio

Washington foi convidada a clarificar as suas posições para que Pequim possa aproximar os pontos de vista.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.