O Presidente Donald Trump apresta-se para nomear Nadia Schadlow como Conselheira Nacional de Segurança adjunta, em substituição de Dina Powell.

A Sra. Schadlow é uma pesquisadora que jamais gravitou verdadeiramente nas esferas governamentais. Muito próxima, desde há longos anos, do General McMaster, ela juntou-se ao Conselho Nacional de Segurança afim de redigir a Estratégia do Presidente Trump [1].

Em Junho passado, acompanhara o General McMaster à reunião do grupo de Bilderberg que presenciou o confronto entre os partidários e adversários da manipulação do terrorismo [2]. Ela apresentou o projecto de Estratégia do Presidente Trump aos membros do Aspen Security Group (Grupo de Segurança de Aspen- ndT).

Ela publicou recentemente War and the art of governance : consolidating combat success into political victory («Guerra e Arte de Governança: consolidando o sucesso militar em vitória política»- ndT); um livro que, ao mesmo tempo, defende o retorno à realpolitk e à responsabilidade dos exércitos na criação de Instituições nos países conquistados. Muito embora ela conheça melhor a Europa que o Médio-Oriente, Nadia Schadlow poderia orientar o Pentágono para a reorganização dos Estados e sociedades destruídas pela estratégia Cebrowski-Barnett [3].

Tradução
Alva

[1] “A Estratégia de Segurança Nacional de Donald Trump”, Thierry Meyssan, Tradução Alva, Rede Voltaire, 27 de Dezembro de 2017.

[2] “Confronto no Bilderberg 2017”, Thierry Meyssan, Tradução Alva, Rede Voltaire, 6 de Junho de 2017.

[3] “O projecto militar dos Estados Unidos pelo mundo”, Thierry Meyssan, Tradução Alva, Rede Voltaire, 22 de Agosto de 2017.