Rede Voltaire

Os Estados Unidos abafados pela guerra electrónica russa

+

Intervindo, a 24 de Abril de 2018, no Simpósio GEOINT 2018, o General Raymond A. Thomas III (Comandante-em-chefe das Operações Especiais - USSOCOM), revelou a amplitude da guerra electrónica entre os Estados Unidos e o «inimigo» (ver a Rússia).

Segundo ele, «o inimigo» empastela ou inibe sistematicamente os sistemas dos EUA na Síria, tornando impossível para o Pentágono vigiar a zona de combate. Durante o ataque tripartido de 14 de Abril, o Exército russo conseguiu "hackear" as transmissões de GPS de tal modo que alguns mísseis foram desviados. Pior, os sistemas de reconhecimento amigo/inimigo nem funcionaram. Nestas condições, tornou-se não apenas inútil mas até perigoso utilizar os aviões de vigilância.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.