Rede Voltaire

O líder da oposição armada síria rouba US $ 47 milhões de dólares à sua organização

+

Segundo vários responsáveis do Exército do Islão (grupo jiadista anteriormente implantado na Ghuta Oriental), o chefe da sua organização, Mohammed Alloush, fugiu depois de ter roubado US $ 47 milhões de dólares à sua organização.

Mohammed Alloush (de frente na foto com Staffan de Mistura) é o primo de Zahran Alloush, fundador do grupo jiadista, morto em Dezembro de 2015. A família Alloush é dirigida pelo avô, um pregador wahhabita refugiado na Arábia Saudita. Ele dispõe de bens importantes no Reino Unido. Apoiado pelos Britânicos e Franceses, Mohammed tornou-se o líder da delegação da oposição às negociações de Genebra. Na Síria, ele ficou conhecido pela sua campanha de assassínio de homossexuais.

Mohammed Alloush teria reinvestido as somas roubadas em comércios na Turquia e na Arábia Saudita.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.