O historiador egípcio Helmi Nimnim acaba de publicar uma nova biografia do teórico da jiade dos Irmãos Muçulmanos, Sayyid Qutb (1906-66). O livro reproduz um artigo do mestre intitulado «Porque me tornei maçom», publicado na revista al-Taj al-Masri (a «Coroa do Egipto»), a 23 de Abril de 1943. O artigo foi publicado antes da sua viagem aos Estados Unidos e da sua adesão aos Irmãos Muçulmanos.

No passado, inúmeros autores destacaram as semelhanças entre as cerimónias de iniciação das duas confrarias (a Irmandade Muçulmana e a Maçonaria), mas esta é a primeira vez que a prova de pertença maçónica de Sayyid Qutb é dada à luz.

Nessa época, as lojas egípcias eram directamente controladas pelos Serviços Secretos britânicos. O rei Farouk era membro delas.

A questão da possível pertença de Qutb à CIA, essa, permanece em aberto.

Tradução
Alva