Rede Voltaire

A Estónia celebra um criminoso nazi

+

Uma placa comemorativa dedicada ao Coronel Alfons Rebane foi inaugurada a 22 de Junho na Estónia.

Alfons Rebane foi um colaborador do IIIº Reich com o posto de Standartenführer nas SS. Ele cometeu diversos crimes de guerra na União Soviética.

O governo estónio dissociou-se desta manifestação, mas recusou-se a condená-la.

Após a Segunda Guerra Mundial, Alfons Rebane foi para o Reino Unido no quadro da operação stay-behind (Gládio). Ele participou, nomeadamente, na «Operação Selva», visando infiltrar antigos oficiais nazistas na Polónia e nos países Bálticos para aí prosseguir a luta anti-comunista. Ele chegou mesmo a dar cursos na escola do MI6 («Inteligência Britânica»-ndT).

A Estónia é membro da União Europeia; uma organização que é suposta lutar pela paz na Europa e contra o ressurgimento do racismo nazista.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

A nova cortina de ferro
A nova cortina de ferro
« A Arte da Guerra »
 

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.