Rede Voltaire

Iranianos chocados com o nível de vida dos seus dirigentes

+

O antigo Presidente do Banco Central iraniano, Mahmood Bahmani, (próximo do antigo Presidente Mahmoud Ahmadinejad) lançou uma campanha contra a corrupção.

Ele revelou que 5.000 crianças filhas de personalidades vivem no estrangeiro e detêm mais nas suas contas pessoais que o Banco central tem em reservas monetárias (US $ 148 mil milhões). Notou, então, que apenas 300 estão registados (registrados-br) como estudantes e fingem ignorar porquê os outros se exilaram.

O hastag «Onde está seu filho?» apareceu então, perseguindo inúmeros funcionários da Administração Rohani. O caso desenvolveu-se com a divulgação de fotografias do casamento quase principesco do filho do Embaixador iraniano na Dinamarca e de uma designer (foto), sugerindo um nível de vida sumptuoso, muito longe da frugalidade defendida pelo governo e clero.

Enquanto o acordo JCPoA, assinado entre as Administrações Obama e do Xeque Rohani, enriqueceu os apoios deste último, o nível de vida do povo iraniano continuou a degradar-se.

Além disso, desde a retirada dos Estados Unidos do JCPoA pelo Presidente Trump, a moeda iraniana afundou-se 60% em relação ao dólar e a taxa de desemprego aproxima-se dos 40%; uma realidade extremamente dura para o povo iraniano, mas que aproveita aos filhos da classe dominante.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.