Rede Voltaire

Moscou reforça sua presença militar na Síria

+

O Ministério da Defesa da Rússia anunciou, em 28 de Agosto de 2018, que estava reforçando seu destacamento naval ao largo da Síria, trazendo sua presença para dez navios e dois submarinos.

A conta do Twitter Bosphorus Observer registrou, em 30 de Agosto, que um grande navio porta-contentores russo, o Sparta-3, cruzou o estreito na direção de Tartus (Síria). Ele transporta exclusivamente equipamentos militares.

O Ministério da Defesa da Rússia anunciou igualmente que a partir de 1 de Setembro, e durante uma semana, realizará amplas manobras ao largo da Síria, envolvendo vinte e cinco navios e uns trinta aviões. Estes exercícios são distintos das manobras Vostok-2018 que mobilizarão 300.000 tropas, no Leste da Rússia, para resistir a um possível ataque da OTAN.

Todas essas operações acontecem enquanto Moscou acusa publicamente Londres, Paris e Washington de preparar um ataque químico, sob falsa bandeira, na Síria para justificar um bombardeio desse país.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.