Rede Voltaire

O Kuwait pede à Turquia para instalar uma base militar no seu território

+

A recente viagem do Príncipe herdeiro saudita, Mohamed bin Salman, ao Kuwait inquietou profundamente os dirigentes do país.

O Príncipe herdeiro propôs fixar as fronteiras entre os dois países anexando campos petrolíferos ainda pouco explorados (Khafji e Wafra).

Este é exactamente o mesmo tipo de iniciativa que ele tinha tomado com o Iémene (zona do «Crescente Vazio») e que levou à guerra actual.

Ansioso para não enfrentar o reino saudita, o muito moderado emir, Xeque Sabah al-Ahmad al-Jabir al-Sabah, apelou à Turquia por socorro.

O «sultão» Recep Tayyip Erdoğan, e protector dos Irmãos Muçulmanos, respondeu imediatamente presente.

Um acordo foi assinado, em 10 de Outubro, entre os dois exércitos (foto). O texto foi conservado em segredo, mas sabe-se que ele autoriza a instalação de uma base militar turca no Kuwait.

Uma tal base existe já no Catar. Ela permitiu ao Emir Tamim bin Hamad Al Thani evitar uma guerra com a Arábia Saudita aquando da crise de 2017. Cerca de 3.000 soldados turcos estão lá colocados.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.