Rede Voltaire

O FMI tenta impedir as Ilhas Marshall de adoptar uma criptomoeda

+

O Parlamento das Ilhas Marshall adoptou, a 26 de Fevereiro de 2018, o princípio de uma criptomoeda (Declaração e Emissão da Lei de Soberania Monetária de 2018). Ela deverá ser implementada por uma empresa israelita, Neema, sob o nome de Sovereign (SOV).

As Ilhas Marshall, que não têm exército e cuja defesa é assegurada pelos Estados Unidos, não têm moeda própria e utilizam o Dólar.

Segundo o Fundo Monetário Internacional, o projecto Sovereign (Soberano-ndT) não oferece nenhuma garantia em matéria de luta contra o branqueamento de capitais e o financiamento do terrorismo. Poderá, pois, não obter a convertibilidade em Dólar.

Preocupado por esta perspectiva, o Parlamento das Ilhas Marshall deverá pronunciar-se, a 12 de Novembro, sobre a sua implementação e eventualmente censurar o governo de Hilda Heine.

Actualmente, a Venezuela é o único Estado no mundo a dispôr de uma criptomoeda, o Petro. No entanto, esta não é baseada no mercado, antes sobre as reservas naturais do país. Este sistema permitiu pôr fim à depreciação abissal do Novo Bolívar.

Desde o início de 2018, o Reino Unido, o Canadá, Singapura, a Turquia e o Irão estudam a possibilidade de criar a sua própria criptomoeda.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.

A invasão turca do Rojava
Tudo o que vos escondem sobre a operação turca «Fonte de Paz» (3/3)
A invasão turca do Rojava
Thierry Meyssan
O Curdistão, imaginado pelo colonialismo francês
Tudo o que vos escondem sobre a operação turca «Fonte de Paz» (2/3)
O Curdistão, imaginado pelo colonialismo francês
Thierry Meyssan
O acordo Hmeimim
O acordo Hmeimim
Rede Voltaire
 
A NATO por trás do ataque turco à Síria
A NATO por trás do ataque turco à Síria
Manlio Dinucci, Rede Voltaire
 
A genealogia da questão curda
Tudo o que vos escondem sobre a operação turca «Fonte de Paz» (1/3)
A genealogia da questão curda
Thierry Meyssan, Rede Voltaire