Rede Voltaire

Funcionários franceses censuram o Facebook por dentro

+

A empresa do Facebook concordou em deixar entrar funcionários franceses na sua célula de censura, anunciou o Presidente francês, Emmanuel Macron.

Este anúncio foi feito por ocasião do Fórum Internacional sobre Governança da Internet, a 12 de Novembro de 2018, na UNESCO (Paris). A duração deste compromisso é de seis meses.

O facto da censura da Net poder ser controlada por um governo no próprio seio de uma plataforma levanta muitas questões em matéria de liberdades públicas.

O Facebook France é dirigido por Laurent Solly, antigo chefe de gabinete de Nicolas Sarkozy, depois nº 2 do canal de televisão privado TF1. Ele casado com Caroline Roux, jornalista vedeta do canal público de televisão France2.

Internacionalmente, o Director de relações públicas do Facebook é o liberal-democrata Nick Clegg. Ele foi adjunto do Primeiro-ministro britânico David Cameron.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.