Rede Voltaire

O retorno de Elliott Abrams

+

O Secretário de Estado, Mike Pompeo, acaba de nomear Elliott Abrams como enviado especial para a Venezuela.

Elliott Abrams é um neoconservador histórico. Pertencia ao pequeno círculo judaico à volta do Senador democrata Henry Scoop Jackson, antes de integrar a Administração Reagan. Ele desposou a nora de Norman Podhoretz, o redactor-chefe da Commentary. É um dos iniciadores da teopolítica.

Ele supervisionou a criação do National Endowment for Democracy (NED-ndT), a agência encarregue de prosseguir a descoberta dos objectivos da CIA. Ele foi um dos organizadores da guerra contra a Nicarágua e o El Salvador, incluindo o caso Irão-Contras, sob a presidência de Ronald Reagan. Também foi conselheiro para a «democracia global» na Administração Bush Jr. A este título, foi quem supervisionou a tentativa de Golpe de Estado contra o Presidente venezuelano, Hugo Chávez, em 2002.

Durante a campanha eleitoral presidencial dos EUA tomara posição contra Donald Trump. No entanto, uma vez eleito, o “Estado Profundo” tentara impô-lo como Secretário de Estado, o que o Presidente Trump recusou.

« Elliott Abrams, le "gladiateur" converti à la "théopolitique" » («Elliot Abrams, o “gladiador” convertido à “teopolítica”»-ndT), par Thierry Meyssan, Réseau Voltaire, 14 février 2005.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.