Rede Voltaire

A França retira um dos seus embaixadores junto a um membro da UE

+

Algo sem precedentes desde o Tratado de Roma: a França chamou o seu embaixador junto a um Estado-membro da União Europeia, a Itália. A crise incubava desde a constituição do Governo de Giuseppe Conte. Ela rebentou após a reunião de Luigi Di Maio, chefe do Movimento 5 estrelas e Vice-presidente do Conselho italiano, com um grupo de “Coletes Amarelos” em Montargis (foto).

A França denuncia uma ingerência italiana nos seus assuntos internos.

Ao mesmo tempo, a França recebeu, por três vezes, os líderes da Oposição venezuelana pró-EUA e reconheceu o Presidente da Assembleia Nacional, Juan Guaidó, como Presidente interino do país. Aparentemente, o Quai d’Orsay interpreta de maneira elástica a sua concepção de ingerência em assuntos internos.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.