Rede Voltaire

Benjamin Netanyahu faz aliança com os racistas de Otzma Yehudit

+

Enquanto o General Benny Gantz é dado como favorito nas eleições legislativas israelitas (israelenses-br), o Primeiro-ministro em exercício, Benjamin Netanyahu, fez aliança com os racistas do Otzma Yehudit na tentativa de se manter no Poder.

O General Benjamin ("Benny") Gantz criou uma aliança com dois outros antigos Chefes de Estado-Maior e o centrista Yair Lapid. As sondagens (pesquisas-br) prognosticam que eles poderiam bater o Likud de Benjamin Netanyahu.

O "Otzma Yehudit" é o herdeiro da organização terrorista norte-americanas do rabino Meir Kahane (da Jewish Defense League-Liga Defesa Judaica). Defende uma hierarquia dos homens de acordo com as raças, à maneira do nazismo, mas segundo uma ordem diferente. Ele deseja interditar as relações sexuais inter-raciais e expulsar os «inimigos da nação» (eufemismo para designar os Árabes) de Israel.

A imprensa dos EUA reagiu com muita dureza a esta aliança, lembrando que influentes rabinos influentes compararam o "kahanismo" ao nazismo. Coloca-se a questão de saber se o AIPAC (o lóbi pró-Israel nos EUA) receberá ou não Benjamin Netanyahu aquando do seu próximo Congresso, em Março, quer dizer durante a campanha eleitoral israelita.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.