Rede Voltaire

A Força de reacção rápida no Poder no Sudão

+

O General Abdelfattah Mohamed Hamdan Dagalo (aqui prestando juramento perante o novo Chefe de Estado) é o actual comandante da Força Reação Rápida sudanesa no Iémene (Iêmen-br).

Imposto pela Arábia Saudita, ele foi nomeado adjunto do General-Presidente Abdel Fattah Abdelrahmane al-Burhan, ele próprio antigo responsável pelo destacamento do Exército sudanês no Iémene.

O General Hamdan Dagalo nunca serviu no Exército sudanês. Durante a guerra civil do Darfur, estava à cabeça de uma milícia que combatia pelo Presidente Omar al-Bashir. Inúmeras ONGs acusaram-no de ter dado cobertura a atrocidades. Ele tornou-se o comandante da Força de Reação Rápida, que é uma unidade paramilitar combatendo no Iémene. Lá, uma vez mais, ele foi acusado de cometer atrocidades.

A Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos concederam, em 21 de Março de 2019, US $ 3 mil milhões (bilhões-br) de dólares ao Conselho Militar de Transição para responder à crise alimentar sudanesa (e não à iemenita).

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.