Rede Voltaire

Salvini e a Rússia na UE

+

O Ministro italiano do Interior, Matteo Salvini, afirmou que preferia antes que a Rússia se junte à União Europeia do que a Turquia.

Ao fazê-lo, retoma uma antiga ladainha dos soberanistas, a qual havia sido defendida, nomeadamente, por Charles De Gaulle.

Segundo esta escola de pensamento, as Comunidades Europeias deveriam ter evoluído para uma coordenação reforçada de Estados vizinhos, partilhando a mesma cultura, e não em direção a uma estrutura supranacional reagrupando os vassalos dos Estados Unidos. Como resultado, nem a Turquia (devido à sua religião), nem o Reino Unido (devido ao seu sistema jurídico) deveriam ter aderido às Comunidades Europeias, antes a Rússia (da cultura europeia). Era a «Europa de Brest a Vladivostock».

Uma terceira escola de pensamento, à volta dos radicais e Prémios Nobel da Paz, Aristide Briand e Léon Bourgeois, imaginara uma organização que não fosse baseada, nem na proximidade geográfica, nem na cultura comum, mas no sistema político republicano. Neste caso, não somente Estados, como o Reino Unido ou a Espanha, não deveriam aderir, mas, pelo contrário, outros —como a Argentina, do início do século XX— o poderiam fazer. Esta escola desapareceu com a Guerra Fria, mas poderia assim também ressurgir.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.

A invasão turca do Rojava
Tudo o que vos escondem sobre a operação turca «Fonte de Paz» (3/3)
A invasão turca do Rojava
Thierry Meyssan
O Curdistão, imaginado pelo colonialismo francês
Tudo o que vos escondem sobre a operação turca «Fonte de Paz» (2/3)
O Curdistão, imaginado pelo colonialismo francês
Thierry Meyssan
A genealogia da questão curda
Tudo o que vos escondem sobre a operação turca «Fonte de Paz» (1/3)
A genealogia da questão curda
Thierry Meyssan