A imprensa libanesa publicou o registo (registro-br) da audiência concedida em Washington, no mês passado, pelo adjunto do Secretário de Estado dos EUA para o Médio-Oriente, David Satterfield (foto).

A delegação libanesa era composta por :
- Ibrahim Kanaan (Presidente da Comissão de Finanças);
- Yassine Jaber (membro do bloco parlamentar do Presidente da Assembleia Nacional, Nabih Berri);
- Ali Hamdan (Conselheiro do Presidente da Assembleia Nacional);
- e Gaby Issa (Embaixador do Líbano em Washington).

A entrevista devia tratar das consequências das sanções dos EUA sobre a economia libanesa. Os Libaneses esperavam obter algumas concessões.

1- A delegação Libanesa sublinhou a impossibilidade de tomar sanções contra o Hezbolla quando este é maioritário no país. David Satterfield respondeu, de maneira extremamente agressiva, declarando que as sanções dos EUA não se discutiam.

2- A delegação discutiu a divisão com Israel da zona marítima proposta pelo Embaixador Frederic Hoff. Estando em jogo a exploração da reserva comum de gás. Mais uma vez, David Satterfield mostrou-se intratável, assegurando que se o Líbano recusasse esta partilha perderia muito mais do que aquilo que lhe era proposto.

3- Por sua própria iniciativa, David Satterfield abordou, então, a questão dos refugiados sírios no Líbano. Ele declarou que os Estados Unidos se opunham absolutamente ao seu retorno, o que seria, evidentemente, favorável ao Presidente al-Assad, e que o Líbano deveria mantê-los até que uma solução política fosse encontrada (quer dizer, até que os fins de guerra dos EUA fossem alcançados).

Em cada assunto, David Satterfield reconheceu que os argumentos Libaneses estavam bem fundamentados, mas respondeu-lhes com um não acolhimento.

Um debate intenso começou na imprensa Libanesa para determinar quem organizou a fuga (vazamento-br) deste documento para a imprensa, mas ninguém contestou a autenticidade.

Os dirigentes Libaneses, que pensavam ter percebido do Secretário de Estado, Mike Pompeo, que os EUA estavam prontos para alguns compromissos, pareceram muito desapontados com o bloqueio de Washington.

Tradução
Alva