Rede Voltaire

«Justiça para as irmãs»

+

Os Serviços Secretos ocidentais seguem atentamente a campanha de angariação de fundos do «Justice pour les Sœurs» no serviço de mensagens encriptadas do Telegram.

Segundo o Rojava Information Center (Centro de Informações do Rojava-ndT) , as combatentes femininas do Daesh (E.I.) e os seus filhos que estão encarcerados no campo de Al-Hol esperam recolher 8.000 euros por «irmã». O Centro especifica que esse campo é gerido pelas Forças Democráticas da Síria (SDF). Na realidade, está colocado sob responsabilidade dos Estados Unidos e guardado por mercenários curdos das FDS.

A colecta utiliza contas do PayPal sob vários pretextos, tal como o intitulado «Viagem de Lua de Mel a Viena». Os Ocidentais, que apoiaram maciçamente o Daesh no Levante, de 2014 a 2017, estão hoje muito preocupados com o retorno dos jiadistas à Europa. No entanto, um mês após o alerta, ainda não bloquearam, nem fecharam estas contas a fim de identificar os doadores.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.

A invasão turca do Rojava
Tudo o que vos escondem sobre a operação turca «Fonte de Paz» (3/3)
A invasão turca do Rojava
Thierry Meyssan
O Curdistão, imaginado pelo colonialismo francês
Tudo o que vos escondem sobre a operação turca «Fonte de Paz» (2/3)
O Curdistão, imaginado pelo colonialismo francês
Thierry Meyssan
A genealogia da questão curda
Tudo o que vos escondem sobre a operação turca «Fonte de Paz» (1/3)
A genealogia da questão curda
Thierry Meyssan