Rede Voltaire

O acordo Hmeimim

+

O exército russo negociou um acordo entre os YPGs curdos e a República Árabe Síria na noite de 13 de Outubro de 2019.

O YPG curdo jurou lealdade à República e abandonou a fantasia francesa de um «Rojava» curdo em terras assírias e árabes.

A Síria registou esta reconciliação. Ela comprometeu-se a proteger os seus cidadãos curdos e moveu imediatamente o seu exército para o Nordeste.

São de prever escaramuças entre os exércitos turco e sírio a fim de delimitar os territórios, no respeito pelos compromissos recíprocos prévios.

Considerando que o exército turco arriscava estender as suas operações para lá da faixa de 32 fronteiriça quilómetros de profundidade, o Secretário de Defesa dos EUA, Mark Esper, deu ordem às seus 1. 000 homens ainda presentes para recuarem para o Iraque. .

Cenas de júbilo ocorreram em Manbij e Hassaka, duas cidades fora da faixa fronteiriça que a Turquia acaba de invadir para por fim ao «Rojava» francês; mas também em Qamashli, cidade de maioria assíria, que Ancara se comprometeu a não ocupar muito embora ela se encontre na faixa fronteiriça.

A proposta russa de Constituição de 2016, resultante de negociações conduzidas por Serguei Lavrov em Sochi, poderia ser adoptada pelo Comité Constitucional de Genebra. Ela seria modificada de maneira a que a Síria se torne uma federação cultural e não uma federação administrativa.

Enquanto os negociadores sírios discutiam na Base Aérea de Hmeimim, a Força Aérea russa realizava bombardeamentos contra a Alcaida em Idlib.

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.